titulo

Resultados da Busca

conteudo
Não foi encontrado nenhum resultado. Tente outras palavras-chave como PMO, Lean, etc.
Ocorreu um erro ao buscar. Tente novamente mais tarde.
Publicado em:
Tempo de leitura:5 minutos

Gestão de Pessoas — Os Dilemas da Meritocracia

Você sabe o que significa meritocracia e o que ela tem a ver com a gestão de pessoas? Descubra tudo no artigo da Ekantika!

A palavra meritocracia vem das palavras em latim meritum e cracia que, ao pé da letra, significam poder de mérito. Podemos defini-la como um modelo de hierarquização e alavancamento profissional baseado nos méritos pessoais de cada indivíduo, ou seja, dos seus esforços e dedicações. Você sabe o que ela tem a ver com gestão de pessoas?

O que é meritocracia e por que ela está ligada à gestão de pessoas?

Ainda de acordo com a interpretação do termo, as posições mais altas na hierarquia estariam condicionadas aos colaboradores que apresentarem as melhores competências técnicas e comportamentais, valores sociais, éticos, morais e educacionais alinhados à cultura da empresa.

Esse sistema de “recompensa” pelos méritos individuais está totalmente ligado a empresas que valorizam na gestão de pessoas os colaboradores altamente eficientes na entrega de resultados, com habilidades e potencial para crescer. A forma de reconhecer  seu esforço pode ser por meio de mérito (aumento de salário) ou promoção (mudança de cargo para um nível superior).

A meritocracia na gestão de pessoas está apoiada em metas — quantitativas e qualitativas — que são definidas internamente pelos gestores. O reconhecimento de profissionais para o crescimento da organização pode gerar muitos resultados positivos, entre eles:

  • aumento da produtividade;
  • equipe mais motivada;
  • fortalecimento dos valores da empresa;
  • retenção de talentos.

Porém, algumas críticas fazem parte desse tipo de sistema, uma vez que alguns historiadores, como Sidney Chalhoub, por exemplo, afirmam que a meritocracia não é um sistema justo, pois o crescimento profissional não depende somente dos esforços e competências individuais, mas também, das suas oportunidades financeiras, educacionais e sociais ao longo da vida.

Cuidados ao implementá-la no ambiente de trabalho

Se o seu desejo é implementar a meritocracia na gestão de pessoas, saiba que alguns cuidados devem ser tomados. Conheça alguns pontos que devem ser analisados:

Objetivos claros

Antes de mais nada, é importante definir objetivos de maneira clara. De que forma cada colaborador consegue contribuir para os objetivos da empresa? Apresente claramente os objetivos da empresa  que toda equipe entenda e consiga construir seus objetivos individuais e coletivos.

Criação do plano de metas

Mostre aos seus colaboradores o caminho para eles atingirem tais objetivos. Crie um plano de metas — com base no nível de cada um — e estabeleça o que deve ser feito. Dessa maneira, você cria um ambiente motivador para que sempre queiram fazer o melhor.

Feedbacks construtivos

Os feedbacks são importantes para o progresso dos colaboradores. Como o objetivo é desenvolver as competências individualmente, oferecer suas percepções referentes ao seu trabalho e entregas é uma ótima maneira de motivar pessoas.

 

Gostou de saber um pouco mais sobre o assunto? Para a evolução de seus colaboradores, que tal aplicar cursos produtivos para a gestão de pessoas da sua empresa? Entre no site da Escola de Inovação Ekantika e conheça treinamentos para uma liderança inovadora, ágil e criativa!

Categorias e tags

Organizações Ágeis
Roberto Mosquera

Roberto Mosquera

Roberto Mosquera é consultor e facilitador em organizações ágeis e pensamento do design na Ekantika Consultoria. Especialista em Organizações Ágeis, Design Sprint, Scrum, Lean Startup, OKR e Planejamento Estratégico Ágil, liderou projetos de transformação organizacional e excelência operacional em grandes empresas dos setores aéreo, varejo, tecnologia, serviços, agronegócio e financeiro, com resultados tangíveis para o negócio e utilizando ferramentas de gestão, inovação e transformação. Scrum Master. Mestrando em Planejamento ágil pela FIA/SP e Economista com Especialização em Administração, Marketing de Serviços e Docência pela FGV/SP, Extensão em Modelos de Negócio e Design Thinking pela ESPM/SP.